Devocional

Revelando o Deus da criação

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5)

Gosto desse texto, porque desfaz um equívoco no pensamento da maioria dos religiosos cristãos de que não existe possibilidade da presença de beleza nas obras humanas. Justificam esse pensamento, baseados no Livro do profeta Isaías, no capítulo 64, que diz: “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia”. Essa declaração não é para dizer que não existe beleza nas nossas obras, mas para denunciar o desvio da justiça praticada pelo povo. Até porque, as boas obras não são nossos méritos, mas um atributo trazido por Deus na nossa criação. Na carta de Paulo aos Efésios, no capítulo 2, diz: “Pois somos feitura de Deus, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas”. O apóstolo Paulo diz que é dom de Deus, é dádiva divina. Por isso, o texto que lemos, diz: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”. As pessoas olham para as nossas vidas, enxergam boas obras, e glorificam, não a nós, mas a Deus. O reconhecimento das nossas boas obras, está na pessoa de Deus, que nos fez com o potencial de praticarmos boas obras. Quanto mais você pratica boas obras, mais Deus vai sendo revelado na sua vida. Estamos lendo o “Sermão do Monte”, que traz sempre a ideia de um caminho bem-aventurado. Esse texto tem uma íntima relação com Provérbio 4, que diz: “O caminho dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito”. Não se acomode, se esforce, não desista de praticar as boas obras. Deus quer usar você! Ore comigo: “Pai, queremos ser usados por ti para a tua glória. Que nossa luz brilhe diante das pessoas, principalmente as que precisam conhecer a tua bondade. A bíblia diz, que é o conhecimento da tua bondade, que nos conduz ao arrependimento. Ajuda-nos a praticarmos boas obras. Para nosso crescimento espiritual e revelação de quem tu és. É o que te pedimos. Amém!”.
Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *