restaurando-a-nossa-sorte-devocional-flavio-leite
Devocional

Restaurando a nossa sorte

“Quando o Senhor restaurou a nossa sorte, ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de júbilo; então se dizia entre as nações: Grandes coisas o Senhor tem feito por eles. Com efeito, grandes coisas o Senhor tem feito por nós; por isso, estamos alegres. Restaura, Senhor, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe. Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo nas mãos os seus feixes” (Salmo 126)

Esse salmo é um cântico de agradecimento do povo de Israel, pela libertação do cativeiro babilônico. Depois de muitos anos, agora livres, enfrentariam grandes desafios para construírem suas vidas. Mesmo em meio as muitas dificuldades, o povo focou na sorte trazida por Deus. Mesmo sabendo da necessidade de restauração, que traria labor, suor e lágrimas, o povo foi movido pela alegria. Por isso a oração do salmista, é: “Restaura Senhor a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe. Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo nas mãos os seus feixes ”. Você pode ser uma pessoa extremamente abençoada por Deus e está passando por um vale de lágrimas. Você pode apesar da benção de Deus, estar vivenciando um período de dificuldade. Saiba que a vida de fé é assim. Mas eu tenho uma boa notícia: Apesar das lágrimas, você poderá continuar andando, porque aquele que começou a boa obra, é fiel para completá-la.
Eu quero orar com você: “Restaura, Senhor, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe. Ajuda-nos a continuarmos andando, mesmo com labor e lágrimas. Ajuda-nos a focarmos na alegria que nos fortalece. Para nosso bem e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *