Devocional

O recomeço que refrigera a alma

“Contarás sete semanas de anos, sete vezes sete anos, de maneira que os dias das sete semanas de anos te serão quarenta e nove anos. Então, no mês sétimo, aos dez do mês, farás passar a trombeta vibrante; no Dia da Expiação, fareis passar a trombeta por toda a vossa terra. Santificareis o ano quinquagésimo e proclamareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família” (Levítico 25)

O ano do jubileu era uma instrução na cultura hebraica. Ele trazia compreensão sobre verdades espirituais. No ano do jubileu, todas as propriedades, como por exemplo, terras e escravos, mesmo que tivessem sido vendidos ou negociados, voltavam aos seus antigos donos. Isso acontecia a cada cinquenta anos. Trazia alguns ensinamentos conceituais, fundamentais para a espiritualidade daquele povo. Dentre esses principais conceitos, estavam a ideia de descanso, liberdade e recomeço. Na visão bíblica, não existe espiritualidade, sem a convicção de que temos em qualquer tempo, lugar ou circunstância, a liberdade para recomeçarmos nossas vidas.
Eu quero orar com você: “Pai, nos visita com o teu jubileu. Nesse mundo que compromete nossas forças, precisamos de descanso na alma. Nos traz a convicção de que somos livres para recomeçarmos nossas jornadas. Nos traz esse momento de refrigério na alma. Para nosso bem e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *