o-poder-do-cuidado-mutuo-flavio-leite-devocional
Devocional

O poder do cuidado mútuo

“Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Pois nenhum necessitado havia entre eles” (Atos 4)

Fomos feitos para sermos uma grande família de Deus. Essa é a verdadeira religião. Nos tornamos família quando cuidamos uns dos outros. A falta do cuidado com o outro foi a primeira transgressão no contexto familiar. Caim tentou compensar sua transgressão se dedicando a prática religiosa mas, somente isso nunca deu certo e nunca dará. Digo isso, porque foi no ambiente do culto, da oferta, que Caim tentou cumprir seu propósito da existência diante de Deus. Quando a bíblia diz que Deus não se agradou da oferta de Caim, foi porque sua prática de vida não condizia com sua prática religiosa. Caim queria ofertar a Deus, mas não queria cuidar de Abel, seu irmão. A primeira pergunta que Deus fez a Caim, depois que ele transgrediu contra seu irmão Abel, foi: “Caim, onde está Abel teu irmão? Caim respondeu: Não sei. Acaso sou eu cuidador do meu irmão?”. A resposta a essa pergunta de Caim, seria: Sim, você é o cuidador do seu irmão. Quando lemos no Livro de Atos sobre a história dos primeiros momentos da igreja, diz que o cuidado mútuo era sua mais forte característica. Esse cuidado com a vida uns dos outros, tornava a igreja uma família. Esse modelo causava tanta simpatia, que muita gente era atraída e muitas outras pessoas se juntavam a eles. A narrativa, diz: “Contando com a simpatia de todo o povo; enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, o número dos que iam sendo salvos”. A maioria dos religiosos cristãos do nosso tempo, quando pensam no crescimento da igreja, pensam na promoção dos grandes eventos. Acham que sermos família, nos cuidarmos mutuamente, não terá a capacidade de alcançar o coração das pessoas. Só que isso é um tremendo engano. A narrativa que lemos, afirma exatamente isso. Diz que o poder para atrair gente, poder para convencer pessoas sobre o testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, estava na  prática do cuidado mútuo entre os da família de Deus. O texto, diz: “Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Pois nenhum necessitado havia entre eles”. O poder do testemunho estava no fato, de não existir nenhum necessitado no meio deles. Eles se cuidavam mutuamente. Precisamos continuar cultivando essa cultura do cuidado mútuo entre nós. A igreja precisa resgatar seu poder de atrair pessoas. Como ilustrou Jesus: A igreja precisa atrair os pássaros para os seus ramos. Eu quero orar com você: “Deus, nos fortalece como família espiritual. Que possamos diante de ti, que eis nosso pai, tornarmos uma família com um só nome, tanto no céu como na terra. Ajuda-nos a sermos um povo que se cuida mutuamente. Para nossa edificação em amor e tua glória. Amém!

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *