Devocional

O discernimento da verdade

“Ó Deus do meu louvor, não te cales! Pois contra mim se desataram lábios maldosos e fraudulentos; com mentirosa língua falam contra mim. Cercam-me com palavras odiosas e sem causa me fazem guerra. Em paga do meu amor, me hostilizam; eu, porém, oro. Pagaram-me o bem com o mal; o amor, com ódio” (Salmo 109)

Segundo Jesus de Nazaré, todo aquele que anda no caminho da boa ventura, ou seja, no caminho do bem, naturalmente será perseguido, injuriado, caluniado. No Evangelho de Mateus, no capítulo 5, ele disse: “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”. O texto que lemos é um Salmo de Davi. Um homem que buscou andar pelos caminhos da bondade. O próprio Deus o chamou de homem segundo o seu coração. E é exatamente por isso que Davi está pedindo socorro. Sente-se cercado pela maldade fraudulenta. Sente-se cercado por palavras mentirosas e odiosas. Como igreja, nesse tempo de muitas mentiras e calunias, precisamos do auxílio de Deus. Eu quero orar com você: “Pai, nosso mundo está vivenciando uma cultura de mentiras, enganos, calúnias. Capacita-nos para discernirmos a verdade. Ajuda-nos a continuarmos cheios de amabilidade, quando formos surpreendidos por lábios fraudulentos, mentirosos. Para nossa saúde espiritual e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *