Devocional

O caminho da boa ventura

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5)

Durante toda a semana, iremos falar sobre o conhecido ‘Sermão da Montanha’. Antes de qualquer coisa, precisamos da consciência de que possuímos crenças. Não existe ninguém sem crença; você pode ser religioso ou não, mas pensa e se movimenta a partir daquilo que acredita. Se você faz alguma coisa sem acreditar, faz sem verdade e isso é desvio de conduta, por isso a Bíblia diz que tudo que se faz sem fé é pecado. Logo a primeira coisa que precisamos acreditar, é que somos pó, que somos frágeis, humanos, que não somos divinos. Admitir que não somos poderosos e que temos limitações nos colocará no caminho da boa ventura, no caminho da felicidade. No texto, Jesus inicia, dizendo: “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”. O fim, o objetivo, não é a felicidade, mas o caminho que nos conduzirá a um lugar que nossa alma precisa e deseja, que Jesus chama de reino dos céus. Existe uma jornada com a necessidade da presença da humildade e é exatamente aqui que encontramos a felicidade; não é na chegada, mas na travessia, no caminho da boa ventura. Não importa se durante a jornada experimentamos bonança, tribulação, choro, riso, alegrias, tristezas, realizações, frustrações, se, porém, houver a presença da humildade de espírito, a travessia valerá a pena. Isso é felicidade! Vivemos na geração da infelicidade, porque trilhamos o caminho do poder, da grandeza, do ir além de si mesmo, do sucesso pelo sucesso. Lidamos nas nossas relações com espírito de altivez, soberba, presunção e isso nos deforma. Eu quero orar com você: “Pai, queremos andar no caminho da boa ventura, para que a nossa travessia valha a pena. Ensina-nos durante esse dia a buscarmos humildade de espírito nas nossas relações, na nossa casa, no nosso trabalho, por onde andarmos. Afasta de nós toda altivez em tudo que formos fazer. Para que haja alento de alma e construção do teu reino nas nossas vidas. Amém!”

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *