Devocional

O ânimo para viver

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mateus 5)

Pode nos faltar muitas coisas e nós continuaremos vivendo, mas se nos faltar o ânimo, perderemos a força vital para continuarmos a caminhada. A sociedade de consumo é caracterizada pela identificação da falta: sempre nos falta alguma coisa. Muita gente justifica seu desânimo e paralisia em determinados momentos da vida, pela necessidade de bens ou estruturas materiais, quando na verdade o que falta é fome e sede de justiça. Quando me refiro a justiça, estou falando das nossas interações interpessoais. Perdemos o ânimo que nos faz querer viver, quando estamos com ausências de estímulos nas nossas relações existenciais. A falta de pessoalidade, de afetos, de não nos sentirmos acompanhados dos nossos pares, não nos sentirmos parte da trama da vida, tem causado muita depressão e ansiedade. Esse mal já é uma das fortes epidemias do nosso tempo e quando isso acontece vem o desânimo, a apatia, a indiferença diante da vida. A Bíblia diz que a alegria provocada pela amizade é uma das coisas que nos livra disso, traz fome e sede de justiça, nos tira do comodismo. Quando o texto diz que é bem-aventurado o que tem fome e sede de justiça, está se referindo a sentimentos de amizade, de comunhão, porque a vida é feita de gente. O caminho que nos leva a nos sentirmos fartos, cheios, plenos, completos, felizes, é o caminho do cuidado com o outro. A justiça trazida por Jesus de Nazaré, nunca foi uma justiça punitiva ou condenatória, mas sempre uma justiça que acolhe o que precisa ser acolhido, trazendo a ideia de reparação, cuidado, amparo. Jesus promove a justiça que ampara o órfão e a viúva e isso nos traz identificação com a nossa natureza existencial. Eu quero orar pelo nosso ânimo, para que tenhamos fome e sede pela vida. Ore comigo: “Pai, nos coloca no caminho da pessoalidade, da amizade, da comunhão; para que haja fome e sede em nossas existências. Tira todo desânimo, toda apatia, e se há sentimentos de ansiedade, nos cura através desse caminho da boa ventura. Para a nossa saúde e edificação. É o que te pedimos. Amém!”

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *