Devocional

Enxergando Deus no lugar-comum

“Veio a palavra do SENHOR a Jeremias, dizendo: Dispõe-te e desce à casa do oleiro, lá ouvirás as minhas palavras (Jeremias 18)

Depois da morte do bom rei Josias, o profeta Jeremias enfrentou algumas oposições. Jeremias foi proibido de ir ao templo, um lugar especial onde Deus falava e trazia suas orientações. Acredito que Jeremias tenha sofrido conflitos, do tipo: Como saberei o que Deus quer me dizer, se fui proibido de ir ao templo? Veio Deus e disse: “Jeremias, vai à casa do oleiro e lá falarei com você”. A casa do oleiro era o lugar mais comum daqueles dias. Foi no tempo da descoberta da cerâmica e toda esquina tinha uma fabricação de artefatos de barro. Jeremias, mesmo achando estranho, obedeceu. Quando chegou à casa do oleiro, viu o que existia de mais comum, o oleiro entregue a seu trabalho. O versículo 4, diz: “Como o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou nas mãos, tornou a fazer dele outro vaso, segundo bem lhe pareceu. Então, veio a mim a palavra do SENHOR: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro?”. Na maioria das vezes, só acreditamos que Deus fala em lugares especiais, em situações especiais e esse é um dos maiores enganos da religião. Deus quer falar nos lugares comuns das nossas vidas, no nosso cotidiano, nas nossas casas, no nosso trabalho, nas nossas tarefas do dia a dia. É exatamente aí, no lugar comum que aparece nossos desafios. Deus quer trazer uma palavra, falar ao teu coração, hoje, no comum do teu dia; quem sabe você está cansado, fatigado por alguma situação, ou, quem sabe, ansioso por nada estar acontecendo na tua vida. Talvez Deus quer falar no comum do teu relacionamento com sua mulher, marido, filho amigo. Eu quero orar com você: “Pai, tu que conheces nossa estrutura, sabe o que precisamos, fala aos nossos corações nesse dia; para conforto e consolo da nossa alma, é o que te pedimos. Amém”!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

18 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *