Devocional

Discernindo o que é precioso

“E não nos deixes cair em tentação” (Mateus 6)

Na devocional passada falamos sobre tentação como sendo atalhos que precisariam ser evitados. Hoje quero falar sobre tentação, diante da necessidade em discernirmos o que realmente é precioso na vida. Até porque a tentação pode nos roubar o que existe de maior valor, aquilo que nos é caro. Interessante como Jesus ficou conhecido como alguém que gostava de pão. Todas as vezes que Jesus parou para se alimentar com seus discípulos, havia uma ênfase no partir do pão. Jesus foi chamado de glutão, comedor de pão.
Existe uma narrativa curiosa dizendo que após sua ressurreição, Jesus foi reconhecido pelo seu jeito de partir o pão. Esse texto se encontra no Evangelho de Lucas, capítulo 24, que diz: “Naquele mesmo dia, dois dos seus discípulos estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús. Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e ia com eles. Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer. Quando se aproximavam da aldeia para onde iam, fez Jesus menção de passar adiante. Mas eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles. E aconteceu que, quando estavam à mesa, tomando Jesus o pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu; então o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles”.
Sem nenhuma sombra de dúvida, Jesus gostava muito de pão! E o interessante é que o registro da primeira tentação de Jesus, é em relação ao pão, que diz: “Se és filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. A resposta de Jesus, foi: “Nem só de pão viverá o homem”.
Jesus não estava dizendo que pão era ruim, que não era bom; até porquê ele gostava muito de pão. O que Jesus estava dizendo, era: “Pão é muito bom, eu gosto muito de pão, mas existem coisas melhores, mais importantes, de maior valor, que eu não posso comprometê-las, só pelo fato de gostar muito de pão”.
A tentação sempre virá para comprometer o que realmente nos é precioso. Eu quero orar por você: “Pai, auxilia todos aqueles que estão comprometendo seus valores, por não discernirem o que realmente é precioso. Ajuda-nos a abrirmos mão de coisas que são desejosas, mas que ameaçam o que nos é caro, o que nos é precioso. Nos fortalece para nosso bem e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

6 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *