Devocional

Crendo na bondade de Deus

“E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?” (Mateus 6)

Na teologia, a “fé” é considerada uma das três virtudes teologais. O apóstolo Paulo, escrevendo sua carta aos coríntios diz que passarão todas as coisas, mas a “fé”, a esperança e o amor, jamais passarão.
A bíblia diz que, aquele que se aproxima de Deus é necessário que tenha “fé”. Portanto, a primeira coisa necessária para nos achegarmos a Deus é a “fé”. Definindo de forma simples, “fé em Deus”, é a confiança na bondade e no caráter de Deus. Interessante como a bíblia deixa claro que, não basta apenas acreditar em Deus. É preciso acreditar que Ele é bom. A mensagem central da parábola proferida por Jesus, sobre a viúva e o juiz iníquo, no evangelho de Lucas, no capítulo 18, não é a insistência na oração. A mensagem central é que Deus é bom.
A parábola conta a história de um juiz que não temia a Deus e nem respeitava ninguém. Uma viúva querendo resolver seu problema, vai até esse juiz e pede insistentemente que julgue sua causa. Então o juiz pensou: “Não me importo com Deus e menos ainda com as pessoas. Mas vou julgar a causa desta viúva, para que ela não me aborreça”. E Jesus encerra a parábola fazendo uma pergunta, que na versão da bíblia A Mensagem, do Eugene Peterson, diz: “Vocês ouviram o que disse aquele juiz, apesar de ser tão mau. Por que pensar, então, que Deus não fará justiça ao seu povo, que sempre clama por ajuda? Mas a pergunta é: Contudo, quando vier o filho do homem, achará porventura fé na terra?”. Jesus adverte que, se quisermos permanecer com “fé”, precisaremos acreditar que Deus é bom. Você pode achar isso óbvio e simples, mas não é. Geralmente a mensagem da religião traz um Deus punitivo, carrasco, impessoal. O texto que lemos, diz: “Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?”.
Eu quero orar com você: Pai, ajuda-nos na nossa fé. Que cresçamos na confiança de que és bom. Para nossa edificação e tua glória. Amém!”.

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *