Devocional

Conduzindo a vida com beleza

Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens” (Mateus 5)

Todas as devocionais que tivemos das bem-aventuranças, falam de um caminho que nos leva a virtudes. Virtudes que tornam nossa vida bonita, atraente. Na devocional passada falamos sobre uma vida reta, cheia de fidelidade; que esse tipo de vida seria desejável e não só desejável, mas condutora de beleza para outras vidas. Nosso Brasil está corroído por uma cultura feia, de desumanização, da falta de cuidado com os que sofrem. São autoridades políticas e institucionais que não se importam. Eu desconfio que esses processos moram, também, na cultura do povo. Precisamos de novos referenciais humanos! Nosso momento precisa da influência de vidas virtuosas, bonitas, cheias de amor, generosidade e fidelidade. Deus nos chamou para sermos influenciadores de virtudes na nossa geração. Nesse texto, Jesus diz: “Vós sois o sal da terra”. É como se Jesus estivesse informando, que somos responsáveis pelo sabor da terra. E não só isso, diz que se não tivermos sabor, se não cuidarmos para interagirmos com nossa geração de forma virtuosa, se não tivermos um claro propósito na nossa tarefa existencial, seremos levados à insignificância. Nossa vida só fará sentido se influenciarmos outras vidas com virtudes humanas e isso é totalmente inerente do ser, está em todos nós. Você não precisará fazer nenhuma especialização para exercer a virtude, vai ser na simplicidade e naturalidade da sua vida. É interessante a clareza do texto em dizer que sem a disposição de sermos pessoas virtuosas, de trazermos sabor para outras vidas, seremos inúteis; e não só inúteis, mas, também, teremos uma vida insossa, humilhante, sem sentido. O texto, diz: “Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens”. Tem muita gente deprimida e desanimada, porque está sem sabor na vida. Pessoas que precisam se sentir vivas. Eu quero orar com você: “Pai, não queremos levar uma vida desmotivada, insossa, sem sabor. Desejamos uma vida bonita, cheia de virtudes e que desemboca em outras vidas. Queremos encontrar sentido na nossa existência. Revela-nos na nossa simplicidade, o que devemos fazer para nos tornarmos sal da terra. Para edificação do teu reino e saúde das nossas vidas, é o que te pedimos. Amém!”.

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *