Sem classificação

Alimento para a alma

“Senhor, não é soberbo meu coração, nem altivo meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no Senhor, desde agora e para sempre” (Salmo 131)

Eu quero fazer desse Salmo de Davi, a nossa oração. Quero que esse Salmo venha como um bálsamo sobre nós. Ore comigo: “Pai, não é soberbo o nosso coração, nem altivo o nosso olhar. Não andamos à procura de grandes coisas, nem de coisas que nos ultrapasse. Pelo contrário, temos buscado consolo de alma naquilo que faz sentido para as nossas vidas, aquilo que realmente nos é caro. Por isso te pedimos, nos traz discernimento para escolhermos aquilo que é bom para o nosso espírito, aquilo que anima a nossa alma. Muito obrigado por tudo que tens feito nas nossas vidas, nos nossos caminhos, pois é em nome de Jesus que nós oramos. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *