Devocional

A visível glória de Deus

“Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, pois nisso está a vossa glória” (Efésios 3)

Não podemos deixar que as tribulações causadas pela nossa prática de fé nos desanimem. Escolher manifestar os atributos de Deus, ser honesto, leal, íntegro, verdadeiro, num mundo trapaceiro, infiel, cheio de mentiras, nos causará a sensação de estarmos sendo perseguidos e maltratados. Nos trará tribulações. No texto que lemos, o apóstolo Paulo, diz: Não desanimem por enxergarem tribulações na minha vida, causadas pela dedicação e cuidado que tenho tido por vocês. Nisto está a verdadeira ‘glória’, o precioso brilho da revelação da presença de Deus. Um Deus que manifesta sua presença, seu cuidado, através de todo aquele, de toda aquela, que decidiu ser seu instrumento.
A bíblia diz, no Livro de Isaías, no capítulo 6, que no ano da morte do rei Uzias, o povo pensava que Deus havia se ausentado. Não conseguiam mais enxergar a presença de Deus entre eles. Antes que o povo definhasse, o profeta Isaías teve uma visão. Deus estava assentado sobre um alto e sublime trono. Anjos voavam por cima dele e clamavam uns aos outros, dizendo: Santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua ‘glória’. A palavra usada para glória, no hebraico, é kabod, que significa peso. Os anjos estavam dizendo: A terra está cheia do precioso peso da presença de Deus.
A pergunta, era: Se toda a terra estava cheia do ‘kabod’, da ‘glória’, do ‘precioso peso da presença de Deus’, onde se poderia enxergar isso? A resposta seria: Na vida de todo aquele, de toda aquela, que decidiu ser um instrumento nas mãos de Deus.

Nós somos a glória de Deus!

É interessante, que a continuação dessa visão de Isaías, dos anjos dizendo que a terra estava cheia da ‘glória’ de Deus, se traduziu numa profecia, 2 capítulos depois, no capítulo 8, dizendo: “Eis que o Senhor fará vir sobre eles, o rei da Assíria com toda a sua ‘glória’”. A profecia anunciava uma invasão militar. O rei da Assíria viria com todo o seu exército e invadiria aquele lugar. Ou seja, o rei da Assíria com toda a sua ‘glória’, seria o mesmo que, o rei da Assíria com todo o seu ‘exército’.
Você e eu, somos a ‘glória’ de Deus na terra. Você e eu, somos o exército de Deus na terra. Todas as vezes que Deus desejar manifestar a sua glória, usará homens e mulheres como um sinal da sua majestosa presença.
Ore comigo: “Pai, nos anima, nos encoraja, usa-nos como teus instrumentos. Por onde passarmos, manifesta a tua presença e cuidado, através das nossas vidas. Para a tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *