Devocional

A simplicidade do conhecimento de Deus

“E, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus” (Efésios 3)

É inegável que em todos nós existe uma expectativa de transcendência. E para aqueles que acreditam em Deus, existe um desejo de conhecê-lo. Toda busca espiritual, traz em alguma medida, a pretensão de alcançar a revelação de quem é Deus e desfrutar do seu favor. A religião já produziu muitos manuais requintados e volumosos, orientando como adquirir conhecimento e favor de Deus.
O texto que lemos é curioso e intrigante, porque traz de forma breve e simples, a revelação de como conhecer e ser envolvido, por toda a plenitude de Deus. Eu não sei se você prestou atenção, mas essa é a mensagem dada pelo apóstolo Paulo. O texto diz o que devemos fazer, e encerra, dizendo: “Para que compreendam, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conheçam o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus”.
A orientação para conhecermos e desfrutarmos de toda plenitude de Deus, está no início do texto, quando diz: “E, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor”. O amor é a única possibilidade de conhecermos a Deus. E esse amor não pode ser de qualquer jeito. A medida desse amor está na vida do Jesus de Nazaré. Pois ele disse: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros”.
Uma narrativa informa, que Jesus sabia que ia morrer e que quando não estivesse mais aqui, surgiriam falsos discípulos em seu nome. Sabia que seus discípulos precisariam assumir uma legítima identidade. Eles precisariam de um sinal, para que fossem reconhecidos como verdadeiros discípulos. Então orientou como deveriam proceder. No evangelho de João, no capítulo 13, Jesus disse: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros”.
Se você deseja receber a revelação do conhecimento Deus e desfrutar do seu favor, eu queria orar com você: “Pai, ensina-nos a vivermos o amor que vem de ti, para que sejamos tomados de toda a tua plenitude. Para nossa edificação e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *