Devocional

A misericórdia como cura da alma

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mateus 5)

A misericórdia, que é uma das virtudes necessárias para vivermos em sociedade, está comprometida nos nossos dias, está desaparecendo. Sem a presença da misericórdia seremos seres incompletos, deformados, infelizes; até porque somos falíveis e estaremos fadados à barbárie, sofreremos processos de desumanização, injustiça. Não temos como ser humanos sem a misericórdia! O texto diz que a misericórdia me faz alcançar misericórdia: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”. Quando me deixo envolver por sentimentos de misericórdia, sou visitado por essa essencial virtude humana. A misericórdia me faz enxergar com bondade, generosidade, graça; me faz enxergar o cativo, o preso em algum vício, não como um transgressor irresponsável, mas como alguém que precisa de libertação; me faz enxergar o triste, não como um simples mal-humorado, mas como quem precisa de consolo; me faz enxergar o angustiado, não como um complicado de pensamento, mas como alguém que precisa de alívio na alma. Deus quer nos colocar no caminho da boa ventura, nos trazendo sentimentos de misericórdia. Ele quer nos encher do seu Espírito, quer nos usar como instrumentos de cura na nossa geração. Como disse o profeta Isaías, Deus quer fazer de você um carvalho de justiça, plantado por Ele para a sua glória. Eu quero orar com você: “Pai, que o teu Espírito esteja sobre nós, nos ungindo nessa manhã com o teu óleo de misericórdia, para levarmos as boas novas aos quebrantados, curar os quebrados de coração, proclamar libertação aos cativos e algemados, consolar os que choram, aliviar os angustiados, levar alegria em vez de pranto. Essa é a nossa oração, para nossa felicidade e plantação do teu reino. Amém!”.

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *