a-manifestacao-de-deus-entre-nos-humanidade-flavio-leite-devocional
Devocional

A manifestação de Deus entre nós

“Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado. Nisto conhecemos que permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu Espírito. E nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo” (1 João 4)

Uma das coisas mais misteriosas da espiritualidade cristã, é o fato de que Deus nos fez à sua imagem e semelhança. Isso é tão tremendo, que só aceitamos pela fé. Quando me refiro a espiritualidade cristã é porque nosso referencial está no Cristo. Em Jesus de Nazaré habita toda plenitude divina. Em Jesus homem, humano, temos a revelação da imagem de Deus. Por isso o apóstolo Paulo, escrevendo sua Carta aos Filipenses, no capítulo 2, diz: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz”. Não adianta, na tentativa de manifestarmos Deus na nossa vida, buscarmos uma espiritualidade divorciada da nossa humanidade. Toda e qualquer busca da imagem de Deus em nós, que não seja pelo caminho da nossa condição de homem e mulher, será em vão. A imagem de Deus em nós, sempre se revelará na nossa humanidade. Quanto mais humanos formos, como foi Jesus de Nazaré, mais revelaremos a imagem de Deus em nós. O detalhe dessa mensagem, é que nossa humanidade se aperfeiçoa no amor, porque Deus é amor. Na Primeira Epístola de João, no capítulo 4, diz: “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor”. Esse amor é operante, é encontrado na ação. É a expressão do nosso cuidado com aqueles que estão próximos a nós. Se preciso for, daremos nossa vida em favor daqueles a quem amamos. Essa é a expressão do amor de Jesus, que deu a sua própria vida em nosso favor. O texto que lemos, diz: “Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado. Nisto conhecemos que permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu Espírito. E nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo”. Estamos num tempo de tribulação. Precisamos da presença de Deus entre nós. Precisamos da imagem de Deus entre nós. Desejamos o consolo de Deus entre nós. Para que isso aconteça, Deus quer usar você. Ore comigo: “Pai, nos ajuda a manifestarmos a tua imagem nesse tempo de tanto sofrimento. Queremos ser uma manifestação do teu consolo na vida do aflito. Queremos ser uma manifestação da tua esperança na vida do desesperançado. Para nosso bem e tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *