Devocional

A boa expectativa do Natal

“Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível” (Mateus 3)

Nós estamos na semana do Natal e eu queria falar de Jesus, que é o motivo do Natal. Queria fazer isso a partir da percepção de João Batista.Não existe ninguém melhor do que ele, para nos falar a esse respeito. Digo isso porque o próprio Jesus disse: “Dos nascidos de mulher, ninguém apareceu maior do que João Batista”.

João Batista era um profeta, precursor de Jesus e pregava o batismo com a intenção de chamar as pessoas ao arrependimento. Era uma espécie de convocação para mudança, transformação de pensamento. Seria a preparação para o recebimento do messias, o Salvador. Sua expectativa a respeito de Jesus era ousada. Segundo ele, Jesus viria para desafiar o povo para percorrer um caminho novo, vivenciar uma novidade de vida.
Esse novo caminho seria marcado por um batismo com o Espírito Santo e com fogo. O texto diz: “Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”.
O texto traz a clareza de que o batismo com o Espírito Santo e o batismo com fogo, seria o mesmo. Um Espírito de fogo que nos traria algo novo, uma novidade, uma vida nova. Mais tarde, Jesus confirmou a expectativa de João Batista, chamando esse batismo de “novo nascimento”.
Eu estou cheio de boas expectativas. Desejo experimentar coisas novas na minha vida. Queria convidar você a se permitir ser visitado por esse sentimento de novidade. Quem sabe você está se sentindo envelhecido, sem nenhuma novidade de vida. O profeta Isaías, comentando acerca dessa possibilidade, afirma ser um desejo de Deus para todos nós. No capítulo 43, diz: “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo”.
Eu quero orar com você: “Pai, estamos cheios de boas expectativas nesse Natal. Ajuda-nos a sermos transformados nos nossos pensamentos, através da mente de Cristo, para que experimentemos qual seja a tua boa, agradável e perfeita vontade. Para tua glória e nosso bem. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *