Devocional

A beleza da graça em nós

“O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo” (I Coríntios 15)

Toda lógica do pensamento cristão é baseada na graça divina. Graça é favor imerecido. O apóstolo Paulo, escrevendo aos efésios, disse: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; isto não vem de vós; é dom de Deus. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas”.
Temos a vida de Jesus, como uma manifestação da graça de Deus. Não é uma graça estéril, improdutiva, inútil. É a frutificação da vida de Jesus na nossa vida. Manifestamos graciosamente a bondade, misericórdia, perdão, e muitos outros atributos da vida do Jesus de Nazaré.
Quanto mais frutificamos a graça de Jesus, mais alcançamos e somos manifestação dessa graça. Por isso, disse Jesus: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”. O texto não traz uma mensagem de negociação, barganha, ou moeda de troca. Jesus não quis dizer: você usa de misericórdia com uma pessoa, e Deus trata você com misericórdia; ou: por você ser misericordioso com alguém, acabará conseguindo que sejam misericordiosos com você.
O que Jesus quis dizer, foi: você só dá o que tem. Para manifestar misericórdia, primeiro, tem que existir misericórdia em você. Primeiro preciso ser dotado de misericórdia, para depois ser misericordioso. Seguindo a mesma lógica, quando vivermos a vida de Jesus em nós, não só alcançamos a graça, mas, também, somos uma manifestação dessa graça. A bíblia diz, que em Jesus habita toda a plenitude divina. Quando temos a vida de Jesus de Nazaré como modelo, tanto recebemos, como manifestamos a plenitude da graça de Deus.
Não temos como encarnar essa graça sem a coragem de vivermos a vida de Jesus em nós. O apóstolo Paulo, disse: “Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que me resta na carne, vivo pela fé em Jesus, que se entregou por mim”.
Eu quero orar com você: “Pai, nos alcança com tua graça, para que sejamos uma manifestação de graça. Ajuda-nos a encarnarmos a vida do Jesus de Nazaré nas nossas vidas. Usa-nos como instrumentos para tua glória. Amém!

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *