Devocional

A alegria que nos move

Contudo, quando vier o filho do homem, achará porventura fé na terra?” (Lucas 18:8)

Precisamos de fé para nos mover, pois não caminhamos na nossa espiritualidade sem a presença da fé. Como dizem os biblistas, fé é uma das três virtudes teologais. O apóstolo Paulo escreve aos coríntios, informando que todas as coisas passaram, mas a fé, a esperança e o amor, jamais passarão. A Bíblia diz (Hb 11:6) que sem fé é impossível agradar a Deus, portanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam. Se eu fosse traduzir esse texto, colocaria mais ou menos assim: Quando nos aproximamos de Deus porque acreditamos na sua bondade, Deus fica satisfeito conosco e somos tomados de forte alegria e fé. Por isso Josué falou, que a alegria do Senhor é a nossa força. A pergunta que Jesus faz, se quando voltasse encontraria fé na terra (Lc 18:8), é proferida logo após a parábola do juiz iníquo. Essa parábola, ao contrário do que muitos pensam, não tem no centro de sua mensagem o ensinamento de como devemos orar, até porque entraria em contradição com outros ensinamentos de Jesus acerca da oração. A mensagem central da parábola, é que devemos acreditar que Deus é bom e deseja o nosso bem. Reconhecer que Deus é bom, nos enche de confiança e fé, causa segurança e alegria na caminhada. Vivemos num tempo em que muitos desconfiam da bondade e generosidade de Deus, isso nos leva à negação da graça. Passamos a alimentar nossa espiritualidade através de sacrifícios. Eu queria propor um exercício para esse dia: Em tudo que você for fazer, em todo o tempo, diante de todas as circunstâncias e desafios do dia, fale no seu pensamento que Deus é bom e deseja o seu bem. Em todas as oportunidades diga: Deus é bom e deseja o meu bem. Você vai perceber algo sendo movido na sua interioridade, vai começar a enxergar com olhos mais esperançosos. Vai sentir que Deus está perto e essa companhia te encherá de alegria e fé. Você ouvirá o que ouviu o profeta Jeremias: “Eu é que sei que planos tenho a vosso respeito, diz o Senhor, planos de bem e não de mal, para vos dar o futuro que desejais”.

Flávio Leite

REFLEXÕES AUTORAIS SOBRE HUMANIDADE Palestrante, educador e estudioso da filosofia e do comportamento humano 👇🏽Leia a crônica da semana www.flavioleite.com

7 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *